A minha meta pessoal!

segunda-feira, 3 de março de 2008

Distúrbios alimentares!

Por obra do acaso, caiu-me nas mãos, uma revista que, entre outros, fala deste tema...coisa pouca, sucinta e sem grande desenvolvimento, mas o suficiente para me trazer algumas novidades! Fiquei a saber que existem diversas novas perturbações alimentares, embora ainda não catalogadas como doenças...mas para lá caminham!

Um desses distúrbios tem o nome de permarexia, que é o permanente estado em dieta, reconhecendo-se alguns dos sintomas como vontade constante de conhecer novas dietas (normalmente as ditas milagrosas) e usá-las de forma indiscriminada, contar ao grama o que se ingere, controlar as calorias que se ingere, pesar-se diariamente, etc. Chamou-me a atenção, como todos os artigos nesta área, essencialmente porque acho que é um risco que quem procura a perda de peso corre, até mesmo quem nunca sofreu de qualquer tipo de distúrbio nesta área...como eu, que me deixei engordar só e apenas por desleixe, por descuido, por estupidez!!!

Quis compartilhar com quem aqui vem porque considero ser bastante pertinente, porque temos apenas que procurar o equilíbrio, não estes exageros que dão cabo de nós, porque, se não chegarmos ao peso ideal (ou melhor, ao que consideramos ideal), não é desgraça nenhuma, mais desgraça é, pelo menos para mim, cair no fundo, de onde depois é bem mais difícil sair…

Por estes e por outros motivos, estou motivada, mas descontraída em relação à minha perda de peso, cometo as minhas asneiras, sim senhora, mas faço-o pela minha sanidade mental, até há quem lhe chame equilíbrio… Mas o que importa é que, no dia seguinte às asneiras, volto à minha rotina de alimentação correcta e já está, podem atrasar-me um bocado o processo (e atrasam, certamente), mas faço-o pelo meu bem estar, para não me sentir diferente (pois para me sentir diferente, bastaram 25 anos da minha vida...). Nunca permiti que as minhas restrições alimentares influenciassem na minha vida social, e assim pretendo continuar!

6 comentários:

Anónimo disse...

oi!

... e fazes tu muito bem!!

Beijos
MJB

Framboesa disse...

É muito, muito importante uma pessoa estar descontraída em relação á perda de peso...eu q o diga...sempre disse dd miuda:ai as anorecticas é q têm sorte...e afinal Alguém lá em cima quiz-me dar uma lição e por pouco n entrei num mundo um pc esquisito em q tinha medo de comer....e n era peneirice...era mm pavor de comer...felizmente fui orientada por uma medica e graças a Deus hj estou equilibrada...e saudavel e c o peso ideal para mim :-)

bjs e obrigada por divulgares :-)

ximiusa disse...

olha tens toda a razao. eu também (e cada vezx mais, pura e simplesmente paro, tipo para recuperar forças ou assim, pk é uma realidade dura dmais e mto cinzenta tar spe preocupada com a resposta k vamos dar kdo alguem nos oferece algo)
regredi desde o natal ( meus lindos 72.5!!!) e ando nos 74/75 já ha 2 meses.
agora com a porcaria da complicaçao é k n tenho vontad mesmo nehhuma d dietar.
mas vamos com calminha pk realment s n for num ano é em dois e o k conta é a nossa atitude e bem estar, em tudo!
obrigada

Mishi disse...

Amiga.. o nosso almoço, fica para a semana?

Beijo grande!

Sui disse...

Palavrinhas sábias, tens toda a razão... Eu tambem desconhecia esse tipo de disturbio...
jokinhas

turbolenta disse...

Concordo 100% com o que está escrito.
A pressa é inimiga da perfeição. E o exagero não convém. Sou contra restrições absolutas de alimentos. Sou contra medicamentos com o fim de emagrecer.Sou alérgica a Tallon e Póvoas.
Por isso, e da minha idade, tenha alguma dificuldade em emagrecer como queria. Mas vou tentando. Um passo de cada vez e devagarinho
bom fim de semana