A minha meta pessoal!

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Uma questão de pontos de vista!

Duas situações:
No serviço, toda a gente me vê (como eu aos outros) fardada, com umas fardas mal jeitosas e onde cabia há um ano atrás, logo...um pouco para o largas! Hoje, por outros motivos fui ao serviço com a minha roupinha normal, e ouvi (além de alguns elogios que me deixam sempre babada, tipo "estás mesmo bonita!" ou, de uma colega mais atrevida "eh pá, tás toda boa!!") de uma senhora voluntária, dos seus 65 anos "Está tão bonita, parece uma meninina"!

Há uns dias que havia uma bola na varanda cá de casa, estava eu a tratar das plantas, um miúdo, com cerca de 12/13 anos "Minha senhora, podia dar-me a bola que mandei há uns dias para a sua varanda, sff?"

Em que ficamos? Pareço uma "menininha", ou sou uma "minha senhora"??

4 comentários:

Anónimo disse...

Oi!
Cá para mim nem uma coisa nem outra...
bjs
MJB

Framboesa disse...

Ah...cala-te láaaaaaaaaa!
Eu com 30 anos tenho esse dilema tds os dias...ainda por cima, ás xx falo c as pessoas ao telef e sou senhora e dp qd me vêem sou "a menina"...

Não te posso ajudar pq realmente n sei o q influencia o trato...nem o facto de ser advogada , ter 30 anos, vestir-me á "senhora" (lol) e ser casad, faz com q umas xx me tratem por menina, outras por senhora...

por isso...olha...vamos gozando deste estatuto...q qd for só senhora...secalhar ja ta td mal...é pq n resta nada de menina...


bom fds senhora menina! :-)

Bolota disse...

Querida menina Estelita,
Muitos parabéns pelo magnífico progresso que tem feito!!! Tenho andado um pouco distraída e quando aqui venho, pimba! menos 4 kilos!!! Muito bem! Assim é que é!!
Continua! Em breve estarás que nem uma miss!

Bjos :o)

Mishi disse...

Olá minha querida!
Já não vinha ao teu blog há algum tempo, e não consigo zangar-me nem ralhar contigo! Fiquei feliz pelos teus posts anteriores, vi-me neles. É tão bom receber elogios, parabéns por esta nossa vitória. E tu sempres foste linda, estás é a ficar cada vez mais! Tenho saudades de te ver. Quando vens cá?

Beijinhos grandes