A minha meta pessoal!

sábado, 3 de janeiro de 2009

Numa revista...

No final do Verão e no inicio de Janeiro é quando surgem as decisões de iniciar uma dieta. Nestas alturas, não há revista que se preze (e das que não se prezam também), que não traga um ou outro artigo sobre dietas, e muitas prometem mesmo a solução milagrosa para emagrecer (quem nunca pegou numa destas e quis acreditar, nem que fosse por breves instantes, que de facto ali estava o milagre? Eu sim... montes de vezes!).

Hoje comprei uma revista daquelas de gajas; na capa pode ler-se, entre outras coisas, "Porque é tão difícil emagrecer?". Achei curioso e pensei: mais uma treta das habituais... e não foge muito, na verdade! Aproveitam, claro está para fazer publicidade a um método recente (já agora, para quem não conhece, chama-se Lev, podem saber mais aqui). No entanto, ao ler o artigo, não pude deixar de concordar com frases/ideias chave que são transmitidas. Fala de um caso de sucesso/insucesso constante... identifiquei-me, quer com as palavras de quem sente o peso na pela, quer com as palavras do especialista no assunto (o presidente da SPO*), de tal forma que decidi transcrevê-las para aqui... fizeram-me entender algumas coisas...


"Tratar a obesidade é das tarefas mais difíceis que há. A dieta tem sempre que assentar num ponto fulcral: mudança comportamental. E esta alteração de hábitos passa por três pilares fundamentais: alimentação; exercício físico e combate ao stress. Se não comer bem, se não fizer exercício suficiente e se não estiver psicologicamente preparada, ou seja, com estabilidade emocional, não vai emagrecer. É necessário conjugar os três factores para garantir o sucesso"

"É totalmente errado entrar numa dieta auto-prescrita. Cada plano alimentar deverá ser personalizado."

"Quem pretende emagrecer, quem já se mentalizou que quer efectivamente perder peso, consegue."

E... mais não digo!

* Sociedade Portuguesa de Obesidade

10 comentários:

Sabrina Mix disse...

Oi, Estelinha!

Concordo totalmente com essa segunda frase. Se a gente não se comprometer, não há como ir pra frente mesmo.

Beijos e sucesso!!!

Crazy Cat Lady disse...

a segunda frase devia ser tatuada na mão de muito nutricionista.
quanto à estabilidade emocional eu acho a expressão um pouco exagerada, às vezes é mais importante tomar conta de nós quando estamos desfeitos. bj

Branquinha disse...

Por acaso tive a felicidade de ler o artigo. Essa revista já há mt k fala do método LEV. Nam minha opinião, a mudança comportamental é mt importante. Aliás, a chave pr o emagrecimento está aí e não nos "maus alimentos".

Beijos

Branquinha disse...

Por acaso tive a felicidade de ler o artigo. Essa revista já há mt k fala do método LEV. Nam minha opinião, a mudança comportamental é mt importante. Aliás, a chave pr o emagrecimento está aí e não nos "maus alimentos".

Beijos

Destino-Emagrecer disse...

Oi Estela bom ano de 2009 para ti! Quem nunca leu artigos desses nas revistas? Acho que todos. Estas frases são todas muito verdadeiras. E a maior verdade é que quem quer consegue! Bom ano, beijos.

Amendoinha disse...

Oi!
Vim informar que estou de volta e deixar os meus votos de um excelente 2009!
Kisses!

MZ disse...

Oi!

Fala quem sabe!!
beijos
MZ

Crista disse...

É mesmo isso Estela, é como deixar de fumar (só me falta mentalizar ... risos).

Quanto ao agrião é assim:
Eu AMO agrião.
Compro aqueles pacotes em que ele já vem lavado, e como dali mesmo, sem temperos.
Por vezes atiro-o para dentro do tacho da sopa, do arroz, da massa.
Como de qualquer maneira.


Beijos grandes

Luciana Kotaka disse...

Oi Estela, gostei muito do seu blog e de sua postagem. A frase que transcreveu é real e direta.
gostaria que viesse conhecer meu blog, trabalho nessa área, e sempre coloco postagens sobre o assunto.
Um feliz 2009, cheio de realizações!

Algodão Doce disse...

Olá!
Sem duvida...é tudo uma quesão de comportamento...mas é tão difícillllll!

Força para este novo ano que agora começa.

Beijinhos doces e tudo de bom para ti!
Algodão Doce